Serviços

Foto Edna.jpg

Com

Edna Lúcia Ferreira

Terapia Floral (Bach)

O médico inglês, Eduard Bach, criador dos famosos Florais de Bach, escreveu um único e pequeno livro chamado Cura-te a ti mesmo. Poderíamos dizer que, em essência, sua mensagem é maior do que sua obra, assim como, em essência, as flores são maiores do que sua função natural, pois são capazes de curar.

 

Bach concluiu que o que chamamos de doença é o último estágio de uma desordem profunda de longa duração e, por isso, a limitação da ciência médica está em lidar com resultados, não com causas. Inegável, por exemplo, é o efeito do antiácido sobre a liberação excessiva do ácido clorídrico aliviando efeitos desagradáveis do aparelho digestivo, portanto, promovendo alívio imediato da dor. Mas ao eliminar o efeito, aniquila-se junto o indicativo de um desequilíbrio que se ampliará se não eliminada a causa, além dos efeitos colaterais do medicamento. A ciência reducionista que ignora as dimensões dinâmica, psicológica e espiritual do ser humano é incapaz de alcançar as causas reais de um sintoma.

Após anos de muita pesquisa sem conseguir chegar onde queria, Bach abandonou a lógica reducionista (que fundamenta a medicina moderna) para permitir que seus dons naturais aflorassem, deixando gradualmente a intuição se apoderar do processo e lhe guiar às plantas certas, um trabalho de tentativa e erro que durou anos e envolveu milhares de diferentes plantas. Encontrou, assim, uma planta específica para tratar cada estado mental ou emocional.

Desse modo, ele descobriu que ao tratar a personalidade e os sentimentos de seus pacientes com a ajuda dos florais, era também desbloqueado o potencial curativo natural da pessoa que, por consequência, aliviava sua infelicidade e suas tensões físicas.

 

Segundo Bach, lutar contra uma falha (doença) só aumenta seu poder. Deve-se, ao invés disso, desenvolver virtudes que tornam as falhas impossíveis. A cura efetiva de qualquer doença demanda reorganização profunda para a conquista do Amor. Demanda autoconhecimento e a aceitação da Unidade para a entrega confiante a um trabalho efetivo vinculado à alegria de viver, ao interesse por tudo, à gratidão pelas oportunidades, à abertura para o aprendizado, ao afastamento do medo e à limpeza interna e externa. É um trabalho que faz do sujeito seu próprio mestre, libertando ações e pensamentos para que sejam absolutamente seus, sem que espere nada de ninguém ao mesmo tempo que deixa cada um livre para seguir o seu caminho, estendendo a mão sempre que, e somente quando, solicitado.

A lógica é que se a causa da patologia está no sujeito, a cura também, mas depende de um trabalho profundo, regular, sistemático e perseverante de si, em si, para si.

Para um atendimento exclusivo com Florais de Bach, entre em contato pelos canais disponíveis neste site.