Apocalipse já!

10/05/2017

Da perspectiva do senso comum, a campanha Apocalipse já pode parecer estranha. Tipo coisa de maluco. Mas um olhar mais atento possibilitará perceber na proposta algo viável, embora desafiador. E o desafio está em conseguir transpor a névoa do comum.

 

Vejamos do que se trata. Circula pela rede uma mensagem trazendo lista de seis características de pessoas de “coração maldoso”, salientando que o relacionamento com tais “pessoas de coração maldoso nos prejudica em todas as áreas da vida e nos impede de evoluir”. A que ponto chegamos!

 

A tal lista de características em si não chama a atenção, pois são comportamentos reprováveis como, por exemplo, distorcer fatos, mentir, enganar, etc. O que assusta é a ligação direta feita com naturalidade entre estes comportamentos reprováveis e o rótulo pessoal de corações maldosos, o que poderíamos caracterizar como maldade no mínimo de igual tamanho, não fosse pela provável inconsciência de quem o faz.

 

Sim, porque nós, os supostamente de corações puros, fazemos isso o tempo todo, inconscientemente instigando a separação daqueles supostamente de corações maldosos.

 

Talvez tenha chegado a hora do Apocalipse e do juízo final. Não da maneira que provavelmente o leitor está pensando, do Apocalipse como tragédia coletiva e do juízo final como a corte que nos sentenciará o destino para o resto da eternidade. Para Dom Ruiz Miguel, juízo final é o último julgamento que alguém faz de si e de qualquer outra pessoa.

 

Pronto! Está criado o fim do mundo. Não em termos catastróficos materialistas, é claro, mas pela erupção de um desmoronamento psíquico. Ao parar de julgar, todo o mundo interior conhecido, violento, cruel, de sofrimento e angústias, desaparece para dar lugar a outro onde cada um tem direito de viver a livre expressão de seu alcance possível, de seu presente na evolução, sendo o que é, sem rótulos, sem títulos, sem culpas, sem medos.

 

Então, vamos dar voz à campanha?

 

Apocalipse já! Pelo fim dos tempos de violência por meio do não julgamento.

 

Apocalipse já! Pelo protagonismo da própria existência e abandono da vitimação decorrente de ocorrências supostamente divinas ou satânicas.

 

Apocalipse já! Pelo assumir responsável do livre-arbítrio e do poder criador que Deus nos outorgou.

 

Apocalipse já! Pela criação de um mundo fraterno, pacífico e amoroso onde o perdão seja absolutamente desnecessário.

Please reload

Postagens destacadas

Somos Eco Nativa

June 30, 2013

1/1
Please reload

Postagens recentes

17/12/2017

05/10/2017

Please reload

Please reload

Localize por tags
Siga-nos na rede
  • Facebook Classic

Compromisso com a vida!

R. Edmundo saporski, 272, Mercês, Curitiba. 80.710-610

(41) 3521-7128 / 99601-2638

contato@eco-nativa.com

facebook.com/econativa.integral

  • Facebook Classic
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now