Constelação Familiar Sistêmica

O psicoterapeuta Bert Helling, criador da Constelação Familiar Sistêmica, nos diz que a família por intermédio da qual viemos ao mundo, nos concedeu não somente as tendências genéticas, mas também crenças e comportamentos. Os relacionamentos humanos se estabelecem, segundo ele, por meio de três conceitos a que ele denomina Ordens do Amor.

 

O primeiro conceito, ou primeira Ordem do Amor, é o de pertencimento da pessoa com os diversos grupos sociais com os quais interage, principalmente com o grupo familiar. Cada pessoa é parte destes diversos sistemas e precisa compreender e assumir o seu lugar efetivo, caso contrário, enfrentará inúmeras dificuldades.

 

O segundo conceito é o de que existe uma ordem que precisa ser reconhecida e aceita. Quem entra primeiro em um sistema tem precedência. Romper a hierarquia do tempo pode ser a causa de algum desenvolvimento trágico.

 

O terceiro conceito é o do equilíbrio entre dar e receber que precisam ser equivalentes para que o as forças nas relações sejam também equilibradas.

 

O objetivo da Constelação Familiar Sistêmica é proporcionar condições para que a pessoa traga para o consciente elementos que até então atuavam em sua vida de forma inconsciente, fazendo-a romper com as Ordens do Amor, causando-lhe situações indesejadas, muitas vezes dolorosas. Aprender qual é o seu papel no sistema e como deve lidar com ele de forma consciente é um caminho libertador e muito gratificante. 

 

Giselle Maltraca de Almeida é Consteladora na Eco Nativa nas quintas-feiras às 19h30min. Solicite mais informações por este link ou por um dos telefones no rodapé desta página.

 

 

 

 

Compromisso com a vida!

R. Edmundo saporski, 272, Mercês, Curitiba. 80.710-610

(41) 3521-7128 / 99601-2638

contato@eco-nativa.com

facebook.com/econativa.integral

  • Facebook Classic
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now